história
Estádios

Hillsborough: da glória à tragédia

2015/11/02 17:13
Texto por João Pedro Silveira
l0
E0
Hillsborough é sinónimo de uma das grandes tragédias do futebol inglês, mas antes foi durante décadas, um dos estádios principais de Inglaterra. Casa do Wednesday, um dos melhores clubes do país, Hillsborough foi durante décadas palco de grandes jogos e vitórias memoráveis dos "mochos".

Teve a honra de receber jogos tanto no mundial de 1966 como no Campeonato da Europa de 1996, e foi casa do Wednesday em 11 encontros europeus, onde só o Köln conseguiu vencer, um estádio, onde cairam derrotados alguns clubes de renome na Europa como o Barcelona, a Roma ou o Lyon. 

Do quartel ao estádio

Até meados do século XIX a zona de Hillsborough, em Owlerton, era um subúrbio a 2,5 milhas a noroeste da cidade de Sheffield, localizado num local elevado, sobranceiro à cidade, era o local perfeito para a construção de uma guarnição militar. Foi assim que nasceram as Hillsborough Barracks em 1854, para receber a guarnição que estava colocada em Hillfoot desde 1794. 

O enorme complexo militar cresceu e atraiu gente para a zona, onde aos poucos se desenvolveram uma zona residencial e outra comercial, além do surgimento de várias unidades fabris. O futebol era um dos hobbies preferidos da classe operária e Sheffield era um dos grandes centros de desenvolvimento do desporto, tendo os clubes locais criado as suas próprias regras para o futebol, as famosas leis de Sheffield

Diversos clubes foram surgindo na cidade, entre eles o The Wednesday, que surgira primeiramente em 1820 como um clube de críquete. Depois de terem jogado em Bramall Lane mudaram-se para a zona sul da cidade, passando a disputarem os seus jogos em casa no Olive Grove.

Durante a época de 1898/99 o clube foi informado que os terrenos de Olive Grove seriam requisitados para a construção de uma nova linha de caminhos-de-ferro. Era chegado o tempo de rumar a norte...

Mudança para norte

Sem casa, os dirigentes do Wednesday procuram um novo local para construir um novo campo. A alternativa sugerida pela Midland Railway Company não convenceu o clube que acabou por aceitar a proposta de James Willis Dixon, que ofereceu um terreno de dez acres (40,000 m2) em Owlerton, pertencente à casa de Hillsborough, a noroeste do centro da cidade.

Comprado por 5 mil libras, o terreno sofreu alterações, com grandes quantidades de terra a serem largadas nas duas extremidades do campo, para ali poder nascer um retângulo perfeito para a prática do futebol.

Em pouco tempo, um prado coberto de dentes-de-leão tornava-se num dos mais carismáticos estádios de futebol da Inglaterra, com uma bancada nova com capacidade para três mil espetadores.

O primeiro jogo seria contra o Chesterfield, tendo a vitória sorrido aos mochos por uns claros 5x1, se bem que o primeiro golo da história de Hillsborough seja da autoria do forasteiro Herbert Munday.O Wednesday venceria a primeira edição do campeonato jogado no novo estádio, o que valeu à nova casa o estatuto de talismã.

Palco das vitórias do mochos

Até 1914 o estádio era conhecido como Owlerton Stadium, ano em que passou a chamar-se Hillsborough, depois de uma série de transformações que o transformaram num dos estádios mais modernos do país.

Os primeiros anos viram o novo estádio ser o palco das vitórias do clube, campeão de Inglaterra em 1902/03 e 1903/04 e vencedor da FA Cup em 1907, o que ajudou a cimentar a fama de "amuleto" para o estádio.

Em 1912 Hillsborough recebeu pela primeira vez uma meia-final da Taça (FA Cup), num jogo de desempate entre o WBA e o Blackburn Rovers. Dois anos depois, a 4 de Fevereiro de 1914, uma das paredes por detrás da bancada de Penistone Road provocou 70 feridos, no primeiro incidente grave da história do Estádio.

De palco do Mundial a palco de tragédia

Terminada a Primeira Guerra Mundial o estádio tornou-se num dos mais importantes do país, casa do Sheffield Wednesday, mas também continuando a receber meias-finais da Taça. 

O recorde de assistência seria batido a 17 de Fevereiro de 1934, durante um jogo da 5.ª eliminatória da FA Cup, contra o Manchester City. Nessa tarde, 72,841 mil pessoas encheram o estádio muito para além da sua capacidade. 

Durante os anos do pós-guerra o estádio vincou o seu papel de palco de eleição do futebol inglês, tendo recebido ao longo da sua história recebido 27 meias-finais da Taça de Inglaterra, além de ter sido um dos palcos do mundial de 1966, recebendo quatro jogos da primeira fase e a vitória da Alemanha Federal sobre o Uruguai (4x0) nos quartos-de-final da competição.

Em 1977 Hillsborough recebeu a sua primeira final, da Taça Liga, num jogo de desempate entre o Everton e o Aston Villa, que terminou empatado e obrigou a terceiro encontro.

Entre 1987 e 1989 Hillsborough recebeu três meias-finais consecutivas da FA Cup. A última das quais, um jogo entre o Nottingham Forrest e o Liverpool, ficaria na história pelas piores razões.

A 15 de Abril de 1989, 96 adeptos do Liverpool morreram esmagados numa das bancadas do estádio, numa das maiores tragédias da história do futebol.

O acidente, e a manipulação dos relatórios da polícia, permitiram as autoridades usarem a mão-de-ferro para atacar o problema do hooliganismo que grassava em Inglaterra fazia mais de dez anos.

Com ónus da culpa colocado sobre os próprios adeptos e vítimas, o governo de Londres aproveitou o momento e alterou a legislação, transformando por completo a organização de eventos desportivos no Reino Unido.

Os estádios, uma grande parte deles centenários tiveram que sofrer alterações, removendo grades e obstáculos, alargando as entradas e saídas, criando novos acessos e acabando com os "peões", obrigando que todos estádios só tivessem lugares sentados. Em poucos anos o panorama desportivo britânico era irreconhecível.

O Europeu e o declínio

Hillsborough sofreu todas as alterações necessárias e sem surpresas foi um dos estádios escolhidos para a fase final do Campeonato da Europa de 1996.

O futebol regressava a casa e Sheffield, e Hillsborough, não podiam ficar fora da grande festa, tendo recebido os três jogos da Dinamarca na primeira fase, entre eles o empate a uma bola com Portugal.

Em 1997 o estádio recebeu a sua primeira final depois do acidente, a final da Taça da Liga entre Leicester City e o Middlesbrough. 

Dois anos volvidos, no décimo aniversário da tragédia, foi edificado um memorial às vítimas da Tragédia de Hillsborough. Entretanto o clube desceu de divisão, deixando de jogar na Premier League, o clube foi arrastando-se pelo Championship e pela League One, tendo contudo uma média de espetadores sempre superior a 20 mil espetadores. 

Em 2007, a 25 de Junho, em dia de grande intempérie, o estádio sofreu uma enorme inundação, que além do relvado, destruiu os balneários, lojas, restaurantes e escritórios da administração. Um ano depois uma placa foi colocada no local para lembrar a intempérie. 

Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
Motivo:
Tópicos Relacionados
Estádio
Hillsborough Stadium
Lotação39732
Medidas106x69
Inauguração1899