história
Clubes

Feirense

2011/08/03 15:18
Texto por João Pedro Silveira
l0
E6
Fundação

A Associação Desportiva Feirense nasceu no dia 19 de março de 1918, entre os seus fundadores contavam-se Luís Amorim, Artur Bastos, Luís Cadilon e Artur Lima, sendo os primeiros grandes impulsionadores do clube, responsáveis também pela aquisição do terreno para o primeiro campo de jogos, no lugar de Picalhos, Santa Maria da Feira, conhecido como o “Campo da Mata”, corria o ano de 1924.

Os primeiros jogos começaram a ser disputados informalmente em 1920. Mas a não filiação do clube na associação local, não permitia ao Feirense defrontar clubes vizinhos do distrito de Aveiro como a Oliveirense, a Ovarense, a Sanjoanense...
 
Nesses primeiros anos, fundamentais para a identificação dos adeptos com a agremiação, o Feirense, era um clube bem diferente do que hoje conhecemos. Além do total amadorismo, apresentava um equipamento que hoje nos pareceria estranho, com uma camisola listada verticalmente a preto e vermelho. 
 
O passo fundamental para a mudança do clube foi dado a 30 de dezembro de 1925, data em que decorreu uma Assembleia Geral do clube, em que ficou decidido mudar o nome da instituição, abandonando a nomenclatura de  A.D. Feirense, para o clube passar a ostentar o nome que ainda perdura: Clube Desportivo Feirense
 
Oficialização
 
O Feirense disputou o primeiro campeonato na época 1930/31 - no chamado Campeonato de Promoção de Aveiro -, perdendo na estreia por 2x1 em Cortegaça.  Ainda na mesma época desportiva, a 2 de março de 1931, era inaugurado o Campo do Montinho, mais perto do centro da Vila da Feira, com um jogo entre a seleção regional de Aveiro e o FC Porto e foi também nessa época que o Feirense passou a usar as camisolas azuis que ainda hoje orgulhosamente enverga.
 
Na época 45/46 chegou o primeiro troféu da sua história. O CD Feirense sagrou-se campeão do Campeonato de Promoção de Aveiro, quebrando o longo monopólio dos rivais do distrito. Dez anos mais tarde da conquista, o clube ascendia aos campeonatos nacionais, estreando-se na 3ª divisão com uma derrota por 4x0 em Avintes.
 
Apesar de ser novo no modelo competitivo, o clube cresce, rapidamente tornando-se num dos mais fortes contendedores da sua divisão. Em 1960/61 chega a tão ambicionada subida à 2ª Divisão zona norte, onde conseguiria a manutenção apenas na última jornada com uma miraculosa vitória em Peniche, festejada por adeptos que acompanharam a equipa e que com ela regressaram a casa em contínua celebração.
 
No ano seguinte e contra todas as expectativas, o Feirense superiorizava-se a rivais como Boavista e Sporting de Braga para vencer a zona norte da 2ª Divisão, conseguindo uma histórica primeira promoção à 1ª Divisão. 
 
Entre os grandes
 
A estreia dos «azuis» na divisão maior do futebol nacional decorreu num dos mais emblemáticos palcos do nosso futebol, com o Feirense a começar o seu tirocínio entre os grandes, no Estádio das Antas, perdendo por  3x1 com o FC Porto.
 
Ainda nessa mesma época, a 16 de Setembro de 1962,  foi inaugurado o Estádio Marcolino de Castro, aquela que se tornava a nova «fortaleza» da Feira. Contudo, não obstante as promessas dos primeiros jogos, a grande época de estreia no convívio com os grandes revelou-se um triste acumular de frustrações para os adeptos feirenses, com a equipa a apenas conseguir vencer 3 jogos (todos em casa), empatando mais um no Barreiro. Acabando apenas com 7 pontos, a uns impressionantes 10 pontos de distância do penúltimo classificado.
 
Os «azuis» da Feira tiveram que esperar algum tempo até verem a sua equipa voltar a defrontar os grandes do futebol português no seu estádio. 
Seria na época de 1976/77, que após vencer a zona centro da 2ª Divisão, o Feirense conseguiu a segunda ascensão à primeira divisão.
 
Mas novamente o Feirense mostrou-se muito “verde” para estas andanças, voltando a cair ao fim da época, repetindo o último lugar, somente com 12 pontos.
 
Doze épocas depois, em 1989/90, o Feirense voltou a ganhar a zona centro da 2ª Divisão, recuperando o direito de disputar à 1ª Divisão, e apesar de ter conseguido quase o dobro dos pontos que na última presença, e de ter obrigado um grande a perder pontos no Marcolino de Castro – empate com o Benfica 1x1 –  o Feirense voltou a ficar em último, sem conseguir novamente vencer um jogo fora de casa.
 
Anos de segunda
 
Em 1990/91 o Feirense chegou às meias-finais da Taça de Portugal depois de deixar pelo caminho os primodivisionários Tirsense e Vitória de Guimarães. Nas meias-finais empataram 1x1 em casa com o FC Porto, obrigando os dragões a um jogo de desempate nas Antas, onde os portuenses, fizeram valer a sua força e experiência, vencendo por 2x0, qualificando-se assim para grande final no Jamor onde venceriam o Beira-Mar.
 
Após uma má época na então recentemente formada Divisão de Honra o Feirense desce à «profundeza» da II Divisão B, de onde só se «libertou» na época 1993/94. Em 1998/99 voltava a descer de divisão, onde se manteve até atingir nova promoção em 2002/03.
 
A «estadia» na Segunda Liga correu sem grandes sobressaltos, mas não estando isenta de sustos, como em 2008, ano em que o Feirense só conseguiu a manutenção na reta final, ficando no 14º lugar.
 
Novo regresso
 
O «susto» alertou as consciências e o Feirense reforçou-se para atingir um 5º lugar na edição seguinte. Seguindo a mesma política o Feirense conseguiu o 3º lugar em 2010 e a promoção com um 2º lugar com os mesmos pontos que o 1º classificado em 2010, regressando novamente ao convívio dos grandes, pela mão de Quim Machado. 
 
No ano de mais um regresso, o Feirense começou a liga conquistando diversos empates e uma vitória em Olhão, a primeira vitória fora de sempre no primeiro escalão. Na quinta jornada, travaram o FC Porto, com um nulo. Os primeiros meses eram complicados, com o Feirense a ver-se obrigado a jogar em casa emprestada (Aveiro), enquanto decorriam obras no Marcolino de Castro. À quinta jornada o Feirense andava perto dos lugares europeus, mas com o passar das jornadas foi caindo lentamente na tabela. 
 
Na nona jornada chegou a primeira derrota em casa (0x2 com o Sporting) e a queda para lugares muito próximos da despromoção, confirmada com a derrota na jornada seguinte frente ao Beira-Mar, que deixou o Feirense no último lugar. 
 
Apesar de mais duas vitórias perto do fim da primeira volta, o Feirense entrou numa sequência de 13 jogos seguidos sem vencer, que lhe vaticinaram o futuro, acabando o campeonato em penúltimo lugar, um fraco consolo para quem tinha tão legítimas aspirações. 
 
Comentários (7)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
Motivo:
Lu
Algumas novos dados
2014-11-06 18h14m por LuisCDF
Em primeiro lugar parabéns ao autor pela iniciativa deste Historial do Feirense. No entanto, com o passar do tempo vai-se descobrindo novos dados e a História vai-se ajustando a esses novos dados. Assim, os primeiros jogos, particulares diga-se, do Feirense realizaram-se em 1924 e tiveram continuidade em 1925. A tal Assembleia Geral que elegeu Alcides Machado como primeiro presidente do clube foi em 30 de Dezembro de 1924. O nome do clube foi alterado entre 1925 e 1930 não se sabendo ao ...ler comentário completo »
SL
Força Feirense
2014-03-19 20h37m por SLBRumoDobradinha
Espero daqui uns anos ver-te de novo na 1ª divisao. . .
nu
Feirense
2013-03-20 00h27m por nuno93
Parabéns Feirense. . . melhores dias virão. Saudações Belenenses
Gi
Força Milheiroense
2013-03-19 22h52m por Ginho1973
Parabéns FEIRENSE.
pe
PARABENS
2013-03-19 21h14m por pedrobb
grande FEIRENSE orgulho da terra orgulho de uma regiao. Bem haja a toda familia FEIRENSE
ya
GRANDE FEIRENSE
2013-03-19 14h29m por yadlek2
Quero felicitar o FEIRENSE, pois foi o clube que me formou cerca de 7/8 anos, não só como jogador mas como pessoa e tenho grande carinho por este grande clube.
Entristece-me o momento actual do clube, pois gostaria de o ver na 1ª liga, lugar onde deveria estar.
PARABÉNS FEIRENSE E FORÇA!!!!!

iM
Feirense
2013-03-19 13h46m por iMidnight
Espero voltar a ver o clube da minha terra de novo na primeira divisão FORÇA FEIRENSE!
Tópicos Relacionados
Equipa