história
Clubes

FC Porto

2011/08/12 12:33
Texto por João Pedro Silveira
l0
E30
Um cavalheiro com visão de futuro

António Nicolau de Almeida, o fundador do Foot-ball Club do Porto
No fim do século XIX a cidade do Porto vivia na ressaca de um século de intensas lutas políticas e revoluções que tinham colocado a «capital do norte» na liderança dos movimentos políticos do país.

O Porto era uma cidade onde convivia a vanguarda política e artística - com os seus intelectuais e artistas do romantismo e mais tarde do realismo, - com o mais profundo atraso e provincianismo, mascarado aqui e ali com alguns modernismos importados por uma burguesia conservadora, como Camilo Castelo Branco tão bem assinalou em páginas de deliciosa literatura de costumes.
 
Imbuído nesse espírito de modernização, António Nicolau de Almeida um entusiasta da prática desportiva - um «sportsman» como se dizia nesses tempos – que já tinha fundado o Real Velo Clube do Porto, apaixonou-se pelo futebol aquando de uma visita de negócios que efectuou a Inglaterra.
 
No regresso trouxe na mala algumas bolas e o desejo de introduzir o jogo à sociedade portuense. A 28 de Setembro de 1893 António Nicolau de Almeida fundava o Foot-ball Clube do Porto, naquele que era também o dia de aniversário do Rei D.Carlos e da Rainha D.Amélia.
 
A 8 de Outubro realizou-se o primeiro match envolvendo 22 jogadores do clube e ao qual assistiram senhoras das colónias balneares da Foz e Matosinhos.
 
qNo regresso trouxe na mala algumas bolas e o desejo de introduzir o jogo à sociedade portuense. A 28 de Setembro de 1893 António Nicolau de Almeida fundava o Foot-ball Clube do Porto
Entusiasmado com os progressos do clube, António Nicolau de Almeida endereçou um convite a o Football Clube Lisbonense para se realizar um encontro entre os dois clubes.
O clube de Guilherme Pinto Basto – introdutor do futebol em Portugal – demorou a aceitar o repto, marcando-se o jogo para Fevereiro de 1894, englobado na comemoração do aniversário do nascimento do Infante D. Henrique.
 
O Rei D. Carlos apadrinhou o jogo e foi criada uma taça com intuito de premiar a equipa vencedora. A 2 de Março, no Cricket and Lawn Tennis Club do Campo Alegre, os lisboetas e portuenses defrontaram-se pela primeira vez na história do futebol. 
 
Perante a melhor sociedade portuense e na presença do próprio Rei e outros membros da família real, os «forwards» de Lisboa marcaram o golo que valeu a vitória no primeiro «match» da história entre os da capital e os da invicta.
 
Depois de se casar com Hilda Rumsey, irmã de Arthur e Lacy Rumsey – colegas de aventura no FC Porto – o sportsman portuense virou as suas atenções para o ténis, muito por influência da esposa que considerava o futebol um jogo rude e perigoso, e o FC Porto entrou em letargia...
 
Do Grupo do Destino nasceu o FC Porto
 
Em 1948 o FC Porto recebe e vence o Arsenal de Londres, considerado então o melhor clube do mundo por 3x2. Para comemorar o feito, os adeptos do FC Porto ofereceram uma taça ao clube com mais de 130 kg de Prata.
Foi a 2 de Agosto de 1906 que José Monteiro da Costa, um membro do Grupo do Destino, que apaixonado pelo futebol desde uma visita a Inglaterra resolveu «refundar» o FC Porto.
 
Se bem que fundado por alguns republicanos, as cores eleitas para o renascimento do FC Porto foram o azul-e-branco monárquico da então bandeira nacional. «Tripeiros», mas acima de tudo patriotas, era assim que se definia esse grupo fundador.
 
Os primeiros anos do FC Porto foram de rápido progresso, dispondo do clube do Campo da Rainha, o primeiro campo relvado de Portugal.
Rapidamente o FC Porto assumiu-se como a melhor equipa da cidade vencendo os clubes rivais entre eles os ingleses do Boavista footballers. 
 
Em 1912 conquista o seu primeiro troféu, a Taça Monteiro da Costa - em homenagem ao Presidente - uma competição que era conhecida como sendo o Campeonato do Norte de Portugal. Foi também nesse mesmo ano que o FC Porto mudou-se de «armas e bagagens» para o Estádio da Constituição, sua casa até à mudança para as Antas já nos anos cinquenta.
 
qEmergindo como o melhor clube da região o grémio azul-e-branco conquista a primeira edição do Campeonato de Portugal (1922) batendo na final o Sporting
Emergindo como o melhor clube da região o grémio azul-e-branco conquista a primeira edição do Campeonato de Portugal (1922) batendo na final o Sporting após terceiro jogo de desempate, disputado na Constituição. 
 
Ainda nesse ano, a 26 de Outubro, em Assembleia Geral é aprovada a alteração do símbolo, sugerida pelo sócio e atleta do clube Augusto Baptista Ferreira, conhecido por "Simplício".
 
O jovem atleta e artista gráfico, fundiu o emblema do clube (uma bola azul onde se lia FCP) com o brasão de armas da cidade, surgindo assim o actual emblema da colectividade azul-e-branca.
 
Com o crescimento do clube e com as limitações do Estádio da Constituição (pelado), os portistas tomaram por emprestado muitas vezes os estádios do Amial e do Lima, o último dos quais, relvado, considerado então o melhor recinto do país, era pertença do Académico do Porto.
 
Primeiro bicampeonato nacional
 
Fazendo jus à sua fama de pioneiro o FC Porto venceu também a primeira edição da I Liga em 1934/45, e a primeira época do Campeonato da 1ª Divisão disputado quatro anos depois. Orientados pelo húngaro Siska e contando com Pinga e Costuras na frente o FC Porto foi bicampeão nacional.
 
Em 1948 o FC Porto recebe e vence o Arsenal de Londres, considerado então o melhor clube do mundo por 3x2. Para comemorar o feito, os adeptos do FC Porto fizeram uma colecta para comprar um troféu que imortalizasse o feito. 
Uma taça com mais de 130 kg de Prata, madeira fina, vidro, veludo, esmalte, ouro e pedras preciosas num peso total de 300 kg, é ainda hoje um dos mais imponentes troféus que o FC Porto guarda na sua posse.
 
Jorge Nuno Pinto da Costa (esq) e José Maria Pedroto (dir): os dois obreiros do FC Porto que dominou o panorama desportivo nacional a partir do final dos anos 80.
Após esses três títulos em seis anos os dragões entraram num período de letargia, não conseguindo vencer nenhum campeonato durante quinze anos, não obstante contarem com alguns dos melhores executantes do futebol nacional como o guarda-redes Barrigana, o defesa Virgílio, o médio Araújo e o “mago” Hernâni
 
Seria só em 1955/56, ainda com Virgílio e Hernâni em campo secundado por outros mais jovens como Osvaldo Silva, José Maria Pedroto, Acúrsio e Miguel Arcanjo, que os azuis-e-brancos chegam à última jornada e sagram-se campeões com os mesmos pontos que o Benfica. Para completar uma época de sonho o FC Porto conquistou a primeira Taça de Portugal do seu historial à 16ª presença na competição. 
 
Contra tudo e contra todos...
 
Em 1958/59 os azuis e brancos chegam à última jornada novamente empatados com os benfiquistas. Em Torres Vedras contra o Torreense o FC Porto entrou em campo com quatro golos de vantagem sobre os lisboetas. O FC Porto venceu por 0x3 enquanto em Lisboa o Benfica vencia a CUF por 7x1 num jogo que terminou 10 minutos depois de Torres Vedras para desespero dos adeptos e jogadores portistas. Quando Inocêncio Calabote apitou para o fim da partida em Lisboa, dispararam-se os foguetes em Torres Vedras e na Invicta.
 
qDurante os anos 60 os azuis-e-brancos acumularam frustrações, apenas conquistando uma Taça em 1967/68, batendo o Setúbal na final do Jamor.
Depois da festa veio nova longa travessia do deserto... Durante os anos 60 os azuis-e-brancos acumularam frustrações, apenas conquistando uma Taça em 1967/68, batendo o Setúbal na final do Jamor. De permeio, os dragões perderam uma final da casa disputada no Estádio das Antas com o Leixões 0x2 para surpresa do país desportivo.
 
No início dos anos setenta com o despontar de uma nova geração de jogadores que contava com promessas como o malogrado Pavão que viria a falecer a 16 de Dezembro de 1973, num jogo contra o  Vitória de Setúbal em pleno Estádio das Antas, os azuis-e-brancos prometiam novas façanhas que iam sendo continuamente adiadas, mesmo depois da contratação de Cubillas, o mago peruano que à época era o jogador mais caro de sempre do futebol nacional.
 
De pombinhos provincianos a falcões moralizados
 
No pós-25 de Abril, com a chegada da dupla José Maria Pedroto (treinador) e Pinto da Costa (Chefe Dep. Futebol) os dragões conquistaram o título 19 anos depois, numa das vitórias mais festejadas da história do clube. A cidade literalmente parou e a festa foi longa e duradoura, ultrapassando na folia o próprio São João.
 
qas vitórias surgiram naturalmente levando José Maria Pedroto a afirmar: “passamos de pombinhos provincianos a falcões moralizados”.
Superados os traumas que bloqueavam o FC Porto desde épocas imemoriais, as viagens ao sul deixaram de significar derrotas, e a síndrome da Ponte da Arrábida foi deitada para trás das costas e as vitórias surgiram naturalmente levando José Maria Pedroto a afirmar: “passamos de pombinhos provincianos a falcões moralizados”.
 
Depois do bicampeonato em 1979, Pedroto e Pinto da Costa saíram do clube em desavença pública Após o verão quente azul-e-branco, meia equipa do FC Porto deserta em solidariedade com Pedroto e Pinto da Costa.
 
Em 1982 um grupo de sócios convence Jorge Nuno Pinto da Costa a candidatar-se a Presidente e a história do FC Porto muda definitivamente...
 
Após uma vitória na Taça em 1984, o primeiro título de Campeão do consulado de PC chega no ano seguinte. Um ano antes, além da vitória na Taça os dragões chegam à final da Taça das Taças, a primeira final europeia da história, quebrando um monopólio europeu dos rivais de Lisboa.
 
Da tristeza de Berna à glória de Viena
 
João Pinto, o eterno capitão portista com a Taça dos Campeões Europeus conquistada numa noite mágica em Viena a 27 de Maio de 1987.
Com uma leva de grandes jogadores nacionais como Frasco, Inácio, Jaime Pacheco, Fernando Gomes, João Pinto, António Sousa, Jaime Magalhães.. os dragões lançam-se à conquista da liderança do futebol nacional discutindo com os benfiquistas campeonato a campeonato.
 
A 27 de Maio de 1987 chega o momento porque muitos portistas nunca antes tinham sonhado... Após uma carreira de mérito onde se destacou uma histórica vitória em Kiev, os dragões chegam à final da Taça dos Campeões contra o todo-poderoso Bayen München. 
No Pratter em Viena, a mais bela valsa azul-e-branca foi criada com a arte magistral do calcanhar de Madjer, a finalização mortífera de Juary e o deambular genial de Paulo Futre. O Porto era campeão da Europa, Portugal estava em festa 25 anos depois e João Pinto prometia nunca mais largar aquela Taça...
 
qNo Pratter em Viena, a mais bela valsa azul-e-branca foi criada com a arte magistral do calcanhar de Madjer, a finalização mortífera de Juary e o deambular genial de Paulo Futre
Meses depois na neve de Tóquio o FC Porto vencia o Peñarol, novamente com um golo de Madjer e conquistava o mundo pela primeira vez na história de um clube português.
 
Os anos continuaram com o FC Porto a assumir aos poucos a liderança nacional que ficou vincada decididamente a partir de 1994/95, quando Bobby Robson guiou a geração dourada de Baía, Couto, Jorge Costa e companhia ao primeiro dos cinco títulos do pentacampeonato que marcou uma fase no futebol nacional com os golos incontáveis do Super Mário Jardel.
 
Mourinho: a Europa aos pés do Porto
 
Após um interregno de três épocas no virar do século, que serviram para abrir a ideia de que o Porto perdera a hegemonia do futebol nacional, Pinto da Costa foi buscar ao Leiria o jovem José Mourinho que o Benfica tinha dispensado e o Sporting desistira de contratar.
 
Com Mourinho ao leme o FC Porto entrou em nova era dourada, conquistando tudo que havia para conquistar: bicampeão nacional, vencedor da Taça de Portugal e da Taça UEFA conquistada na canícula de Sevilha após um dramático prolongamento contra o Celtic...
 
Com uma equipa de sonho, com os símbolos da casa a quem se juntavam o mágico Deco, o não menos mágico Alenitchev, os internacionais Nuno Valente, Costinha e Maniche, ou o matador Derlei, o FC Porto voltou a conquistar a Europa, vencendo a sua segunda Liga dos Campeões, batendo com assombrosa facilidade o Monaco por 3x0 na grande final.
 
Após a saída de Mourinho e o despoletar do caso Apito Dourado o FC Porto passou por um período de incerteza e viu o título fugir para Lisboa e para o rival Benfica, mas rapidamente a equipa encontrou-se e reconquistou o campeonato, iniciando a conquista de um tetra sob a batuta de Jesualdo Ferreira.
 
De novo a glória europeia em Dublin
 
Em 2011, depois de o Benfica ter conseguido por um ano, interromper a supremacia azul-e-branca, os dragões guiados pelo jovem André Villas-Boas partiram para uma época de sonho conquistando Campeonato sem derrotas e apenas três empates – novo recorde portista, vencendo a Taça com um 6x2 sobre o Vitória e conquistando a Supertaça contra o Benfica
 
Para coroar uma época para ficar na antologia portista, os azuis-e-brancos viram Hulk, Falcao, Moutinho e companhia conquistarem a segunda Liga Europa do seu historial batendo na final o vizinho Sporting de Braga.
 
Ao longo de uma história épica os azuis-e-brancos passaram de um pequeno clube regional a uma das maiores potências desportivas do futebol europeu.

Com quatro vitórias europeias em oito anos o FC Porto confirmou a grandeza do seu historial, ímpar em território nacional e que apenas pede meças aos incontornáveis Real, Barcelona, AC Milan, Inter e Liverpool.
Após um interregno de três épocas no virar do século, que serviram para abrir a ideia de que o Porto perdera a hegemonia do futebol nacional, Pinto da Costa foi buscar ao Leiria o jovem José Mourinho que o Benfica tinha dispensado e o Sporting desistira de contratar.
 
Com Mourinho ao leme o FC Porto entrou em nova era dourada, conquistando tudo que havia para conquistar: bicampeão nacional, vencedor da Taça de Portugal e da Taça UEFA conquistada na canícula de Sevilha após um dramático prolongamento contra o Celtic...
 
 
Com uma equipa de sonho, com os símbolos da casa a quem se juntavam o mágico Deco, o não menos mágico Alenitchev, os internacionais Nuno Valente, Costinha e Maniche, ou o matador Derlei, o FC Porto voltou a conquistar a Europa, vencendo a sua segunda Liga dos Campeões, batendo com assombrosa facilidade o Monaco por 3x0 na grande final.
 
Após a saída de Mourinho e o despoletar do caso Apito Dourado o FC Porto passou por um período de incerteza e viu o título fugir para Lisboa e para o rival Benfica, mas rapidamente a equipa encontrou-se e reconquistou o campeonato, iniciando a conquista de um tetra sob a batuta de Jesualdo Ferreira.
 
Em 2011, depois de o Benfica ter conseguido por um ano, interromper a supremacia azul-e-branca, os dragões guiados pelo jovem André Villas-Boas partiram para uma época de sonho conquistando Campeonato sem derrotas e apenas três empates – novo recorde portista, vencendo a Taça com um 6x2 sobre o Vitória e conquistando a Supertaça contra o Benfica
Para coroar uma época para ficar na antologia portista, os azuis-e-brancos viram Hulk, Falcao, Moutinho e companhia conquistarem a segunda Liga Europa do seu historial batendo na final o vizinho Sporting de Braga.
 
Ao longo de uma história épica os azuis-e-brancos passaram de um pequeno clube regional a uma das maiores potências desportivas do futebol europeu. Com quatro vitórias europeias em oito anos o FC Porto confirmou a grandeza do seu historial, ímpar em território nacional e que apenas pede meças aos incontornáveis Real, Barcelona, AC Milan, Inter e Liverpool.
Comentários (30)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
Motivo:
Ma
123 anos FcPorto
2016-09-28 18h00m por MaxDragonFCP
Parabéns por existires.
neste momento anda desgostoso com o rumo que andamos a tomar.
espero que isto mude.
felicidades
bi
Parabéns FCP !
2016-09-28 15h12m por bimbus99
Muitos parabéns por mais um aniversário ! Viva o F.C. do Porto!
ca
FCP
2016-09-28 14h28m por carlosfcpfan
Parabéns ao nosso grande clube pelos seus 123 anos!
UD
Tanto orgulho tripeiro
2015-07-21 16h50m por UDScampeao
Muito orgulho neste clube que, muito mais do que uma associação desportiva, é um símbolo da resistência de uma região inteira. Com menos armas do que os restantes clubes portugueses, fizemos das tripas coração e alcançámos feitos que se pensava serem inalcançáveis, a raça é uma imagem de marca do Futebol Clube do Porto, assim como uma grande ambição de ser cada vez melhor e com exigência máxima. Orgulhosamente portista !
pa
Impar em Portugal SL Benfica
2015-06-22 15h31m por paulo218927
O clube mais antigo não faz dele obrigatóriamente o melhor.
Todos nós sabemos que não existe história mais bela e gloriosa que a do SL Benfica ímpar no Mundo, pioneira em Portugal, inovadora, marca mais valiosa etc etc etc. .
Quando o Porto alcançou a gloria europeia já o Benfica nos anos 60 o tinha conseguido, muito atrasados.
O Benfica foi, é e irá continuar a ser o maior clube Português.
za
fcporto
2015-01-15 21h43m por zafel
Oh, meu Porto, onde a eterna mocidade
Diz à gente o que é ser nobre e leal.
Teu pendão leva o escudo da cidade
Que na história deu o nome a Portugal.

Oh, campeão, o teu passado
É um livro de honra de vitórias sem igual
O teu brasão abençoado
Tem no teu Porto mais um arco triunfal
Porto, Porto, Porto, Porto
Porto, Porto, Porto, Porto
Porto, Porto

Quando alguém se atrever a sufocar
O gr...ler comentário completo »
re
1893 SEM ENGANOS
2015-01-10 02h14m por reyell
Deixem o PORTO EM PAZ é só inveja. A republica portuguesa tambem foi refundada em 1974 e qual é que foi o problema? A data oficial da implantaçao não deixou de ser 1910. Isto é só um exemplo dos muitos que se poderia dar sobre historia. Por isso calem se de uma vez por todas e roam se de inveja de o Porto ser o melhor e o mais antigo clube de portugal. beijinhos e abraços.

te
mais que um clube !!!
2014-12-18 23h05m por texdriver
o maior de Portugal
o MAIS antigo 1893
o mais titulado 74
7 trofeus internacionais. . . os outros todos 3, menos de metade.
o primeiro campeão de PORTUGAL
o primeiro BI campeão de PORTUGAL
o primeiro a ganhar 4 trofeus numa época
o primeiro clube europeu a ganhar 3 competições no mesmo ano, TC, ST E CM de clubes

o 7 palmarés da europa o 12 do mundo

sem rival em Portugal.
pu
ZERO ZERO - João Pedro Silveira
2014-09-29 19h39m por puntzkapuntz
Em nome, não só meu mas de várias pessoas que comentaram aqui, e, diga-se, de muitas outras que bem sabem da falcatrua, volto a pedir ao Sr. João Pedro Silveira ou alguém do ZeroZero que justifique aquilo que apresenta aqui como facto.

«Foi a 2 de Agosto de 1906 que José Monteiro da Costa, um membro do Grupo do Destino, que apaixonado pelo futebol desde uma visita a Inglaterra resolveu refundar o FC Porto. »

Ou fazem jornalismo apologético ou fazem jornal...ler comentário completo »
Wa
Parabéns pelos 108 anos.
2014-09-28 23h03m por Wader
Parabéns por todas as conquistas, contudo era saudável que esquecessem essa ideia da fundação em 1893. Os próprios sócios do FCP em 1993 não gostaram da alteração da história e as comemorações na altura, lembro-me, não tiveram sucesso.

Esse primeiro "FCP" só era semelhante só no nome. Não teve Assembleia Fundadora, Acta nem Sócios. Não redigiu um único documento. Foi um grupo de amigos que se juntou para jogar um único encontro de futebol.

As pessoas que ...ler comentário completo »
_S
a maior mentira do desporto português
2014-09-28 22h07m por _SILVER_SURFER
A primeira história publicada do FCP da autoria de rodrigues teles foi no ano de 1933 e autorizada oficialmente e se quiserem confirmar sigam este link e tirema as duvidas e podem comprovar que o clube foi fundado em 1906, faço aqui um repto ao ZERO ZERO e desmintam o que eu aqui afirmo.
http://paulobizarro. [. . . ] . pt/2013/10/a-imprensa-e-o-fcpo rto. html
ma
parabéns família azul e branca!!!
2014-09-28 21h53m por maxiazul
confesso que já me senti (várias vezes) muito orgulhoso por ficar baralhado de quantos títulos europeus ou internacionais tem o fc porto. . . é que os nossos rivais de lisboa juntos têm apenas três. . . parabéns família azul e branca!!! porto, porto, porto és a nossa glória. . .
DR
FC Porto
2014-09-28 17h23m por DRAGAO1978
parabéns ao enorme fc porto. para mim não há maior orgulho que ser portista.
pu
ZERO ZERO - João Pedro Silveira
2014-09-28 16h15m por puntzkapuntz
Gostaria que o Sr. João Pedro Silveira tivesse a amabilidade de esclarecer um ponto que continua a intrigar quem se debruçou sobre isso de forma séria, e isenta sobretudo. Escreve a certa altura que:

«Foi a 2 de Agosto de 1906 que José Monteiro da Costa, um membro do Grupo do Destino, que apaixonado pelo futebol desde uma visita a Inglaterra resolveu refundar o FC Porto. »

A pergunta é simples: onde foi buscar a ideia de «refundação»? Só para esclarecer e no fu...ler comentário completo »
Pa
Título
2014-09-28 16h13m por Patrao-da-Vida
Em 1976, o clube do norte faz 70 anos, em 2014, comemora o 121º aniversário. . . contas bem feitas!!!
Al
Propaganda
2014-09-28 13h10m por Almanaxis
Um grupo de jogadores da cidade do Porto é convidado para um jogo e 80 anos depois alguém inventa que o clube fundado em 1906 é o mesmo que participou numa comemoração com um grupo de jogadores de Lisboa!? ficção pura. . .

Então e o alargamento forçado de 1940 e 1942 para não jogarem na 2ª Divisão1? E os últimos 30 anos a fugir À JUSTIÇA?

Desde 1983 o FC Porto também foi refundado em formato de organização mafiosa. . . com saque avultado para exibir!

...ler comentário completo »
ol
viva o porto
2014-08-14 22h07m por olourosa99
o porto é uma naçao.
orgulho em ser portista.
LA
Enorme
2014-04-17 15h02m por LAGalaxy
Este FCPorto tem uma enorme história repleta de títulos. Espero que continue a dominar o futebol português nas próximas décadas.
KA
sem igual
2013-12-29 20h28m por KANDURIKA
palavras para que?

ja
120 anos!!!!!!
2013-09-28 12h18m por janaoseimaisnenhum1
este é o nosso dia, força porto!!!!!!!!!!!
Un
em suma
2013-09-28 11h41m por UnitedRepublix
a fundação supostamente oficial de 1906 é só um filme dos lampiões. o porto foi fundado em 1894, ponto final
Gr
Sadinoameixa
2013-08-17 19h02m por GreenLIONN
tens o direito de sonhar
Mi
PORTO
2013-06-06 20h45m por MiguelACPinto
Este clube é o maior do mundo!!!
É o meu grande amor!!
Serás sempre o nosso GRANDE AMOR!!!
Sa
um dos melhores
2013-01-26 13h39m por Sadinoameixa
O FCP é sem duvida atualmente o melhor de portugal e 1 dos melhores da europa e do mundo. O FCP tem + titulos europeus e mundiais k slb e scp juntos e está a ombrear em numero de titulos da uefa com os colossos europeus, é 1 glória para o futebol português
ca
FCP
2012-11-13 16h32m por carlosfcpfan
FCP ALLEZ
Tópicos Relacionados
Equipa