história
Grandes jogos

Remontada em festival de golos

2017/03/13 00:39
Texto por Vasco Sousa
l0
E0

Camp Nou, 12 de março de 1997. Barcelona e Atlético Madrid disputam a 2.ª mão dos quartos de final da Copa del Rey. Depois de eliminar o Real Madrid na eliminatória anterior, os catalães eram os favoritos a erguer o troféu, mas o sorteio voltou a ditar um osso duro de roer para o Barcelona. Nada mais nada menos que o então campeão espanhol e detentor da Taça, Atlético Madrid.

Na 1.ª mão, no Vicente Calderón, registou-se um empate a dois golos, com um bis de Pizzi, pelo que o Barcelona estava em vantagem na eliminatória. Contudo, à meia hora, a equipa catalã estava praticamente eliminada. Com um hat-trick de Pantic (numa noite desastrada de Vítor Baía), os colchoneros já venciam 0x3 à meia hora de jogo. Bobby Robson, então treinador dos culés, nem esperou pelo intervalo para mexer na equipa e retirou do campo Popescu e Laurent Blanc, substituindo-os pelos avançados Stoichkov e Pizzi.

A precisar de quatro golos para se qualificar para os quartos de final, o Barcelona entrou a todo o gás na 2.ª parte e logo em seis minutos Ronaldo bisou, fazendo a aficion catalã acreditar na remontada. Contudo, Pantic marcou mais um golo, completando um histórico poker, e poucos acreditavam que o Barcelona tivesse força para recuperar.

Mas o Barcelona tinha Ronaldo, o Fenómeno. E Figo. E Guardiola. E Stoitchkov. E Luis Enrique. E De La Peña. 15 minutos depois do 4.º golo da equipa madrilena, Figo marcou um grande golo e voltou a reduzir distâncias. O Atlético tremeu, o Barça acreditou, o Camp Nou tornou-se infernal. Não demorou muito para que Ronaldo assinasse o hat-trick e empatasse o jogo, resultado que ainda assim eliminava o Barcelona. Mas sentia-se que a qualquer altura os catalães poderiam marcar um 5.º golo – e fê-lo. A 10 minutos do fim do jogo, Pizzi, como tantas vezes nessa temporada, marcou tendo começado o jogo no banco e a euforia tomou conta do estádio.

Consumou-se assim uma das maiores espetaculares reviravoltas num jogo de futebol. O Barcelona acabaria por vencer a Copa del Rey bem como a Taça das Taças. Para a história ficou um dos mais apaixonantes clássicos do futebol espanhol, que rendeu nove golos. E inglória para a Pantic, único jogador adversário a marcar quatro golos em casa do Barcelona

Capítulos
Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
Motivo:
jogos históricos
U Quarta, 12 Março 1997 - 00:00
Camp Nou
Gracia Redondo
5-4
Ronaldo 47' 51' 72'
Luís Figo 67'
Juan Antonio Pizzi 81'
Milinko Pantić 8' 28' 31' (g.p.) 52'
Estádio
Camp Nou
Camp Nou
Espanha
Barcelona
Lotação99354
Medidas105x68
Inauguração1957