história
Grandes jogos

Portugal x França: Quarenta anos depois

2015/09/03 18:10
Texto por João Pedro Silveira
l0
E0
Quarenta anos depois Portugal voltava a jogar uma meia-final de um Campeonato do Mundo. Em 1966 Eusébio e companhia não tinham conseguido fazer frente à superior classe de Bobby Charlton e Bobby Moore. Portugal quedara-se eliminado na sua estreia num mundial, tão perto da final...

40 anos depois dessa derrota em Londres, Portugal entrava em Munique com a esperança de jogar a sua primeira final de um mundial. Para tal precisava vencer a França de Zidane, que quatro anos antes eliminara Portugal na meia-final do Euro 2000. Mas tal como acontecera em 1966, a equipa parecia entrar tolhida pela responsabilidade do momento. Figo, Cristiano Ronaldo e restante equipa entrava tensa, parecia acusar o peso da história. 

Primeira parte

Nem um minuto tinha sido jogado e já Malouda fugia a Miguel ameaçava Ricardo. Portugal entrara adormecido, mas reagiu e acordou. Deco remata para a primeira defesa incompleta de Barthez, Pauleta chegou atrasado e o resultado manteve-se em branco. Mas ficava o aviso.

Maniche pega na bola e remata com perigo aos oito minutos. Aos 13 é a vez de Ribery deixar em Abidal para este cruzar da esquerda. Henry chega atrasado por centímetros... No banco Scolari respirava fundo...

O jogo entrou numa toada diferente. As equipas abrandaram e a França parecia estar por cima. Portugal, tentava em vão lançar o contra-golpe, até que aos 31 minutos Henry é tocado por Ricardo Carvalho e o uruguaio Larrionda apontou para a marca de onze metros. Zidane pegou na Bola e olhou a baliza de Ricardo.

Depois de se ouvir o apito, o mago franco-argelino partiu decidido para o esférico e fez o 1x0. A França estava na frente. 

O mesmo destino

Portugal tinha 45 minutos para evitar o mesmo destino que 1966, 1984 e 2000, mas o segundo tempo começou como o primeiro, com um francês (Henry) a fugir à defesa portuguesa. Desta feita valeu Ricardo.

Assustados, os portugueses respondem por Pauleta, mas a bola vai à malha lateral da baliza de Barthez. A França recebe o "aviso" e quase não deixa Portugal jogar.

No relógio o tempo voava, aumentando o desespero no banco de Portugal e junto dos adeptos que na bancada iam esmorecendo no apoio. Só aos 35 voltava a haver um momento de frisson com o livre de Cristiano Ronaldo a ser novamente defendido de forma incompleta por Barthez e com a bola a sobrar para Luís Figo, que inacreditavelmente não conseguiu aproveitar e cabeceou por cima da barra. 

No banco Scolari levava as mãos à cabeça, enquanto Cristiano Ronaldo não queria acreditar no que os seus olhos viam. Até ao fim houve pouco Portugal para uma França tão segura e só no último minuto voltou a haver perigo, com a bola a sobrar num ressalto para Fernando Meira, que rematou muito por alto, para a profundo alívio de Raymond Domenech. 

Capítulos
Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
Motivo:
jogos históricos
U Quarta, 05 Julho 2006 - 20:00
Allianz Arena
Jorge Larrionda
0-1
Zinedine Zidane 33' (g.p.)
Tópicos Relacionados
Estádio
Allianz Arena
Lotação75021
Medidas105x68
Inauguração2005